terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Definitivamente é o fim

O fim dos dias nublados e das lágrimas contidas. Estamos em tempos de renovação, onde uma simples contagem regressiva de minutos nos faz crer que no raiar do sol, tudo poderá ser diferente. Fogos de artifício e crenças fazem parte do ritual de passagem do ano, onde cada um crê no que mais condiz com a data. Novas promessas são feitas, pedidos renovados e alguns agradecimentos por mais 365 dias ultrapassados.
Pegue o que lhes resta de desejos, de virtudes, faça a sua mudança ser mais que planos, e acima de tudo, faça ser mais que apenas palavras lançadas da boca para fora.
Definitivamente é o fim do ciclo vicioso de se carregar na bagagem a sede de novos rumos. Que venha 2011, e com ele a determinação para por em prática todos os nossos juramentos. Feliz Ano Novo à todos. *.*

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Did you smile today ?


Sorrir vai muito mais além do que mostrar os dentes. É a arte de atrair boas vibrações para o seu dia, seu cotidiano. E é algo tão simples...Não exige técnica, hora e nem lugar.
Não importa se você acordou cedo e com um baita mau humor, ou se a rotina do seu trabalho está deixando-o mais exausto do que o de costume. Sorrir é uma terapia. O dia torna-se mais brando, os problemas tornam-se insignificantes e a sensação de bem estar, sem sombra de dúvidas, prevalece.
Sorria para alguém que lhe despertou interesse na rua, sorria para uma criança ou até mesmo para o vento. Isso te deixará mais flexível para enfrentar o rojão de um dia conturbado.
Sorria nos bons momentos com os amigos, ao lembrar daquela velha paixão ou até mesmo ao ouvir uma música que te traz recordações incômodas. O sorriso vai te libertar dos sentimentos ruins, vai te provar que nem tudo está perdido e demonstrará para o mundo que não importa o quão triste você esteja ou que as circunstancias deixem transparecer que você não tem motivos para ser feliz, o maior motivo para um sorriso você ja tem: é estar vivo.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Agridoce



"Quero que saibas que me lembro, queria até que pudesses me ver.
És parte ainda do que me faz forte e, pra ser honesta, só um pouquinho infeliz."
Legião Urbana Giz

Como sempre as letras das músicas dizem muito mais do que a gente imagina. Dizem muito mais sobre você, ou sobre os meus sentimentos por você. Whatever.
O virtual se faz real com a tua existência. Aconteceu de modo inesperado, eu sei. Você sequer percebeu ou quando caiu em si, estava tão dependente quanto eu. As expectativas, os sonhos são muitos. Mas, maior do que isso é a vontade de realizá-los.
Saber dos teus segredos já não é suficiente, quero tornar-me um deles. Quero aos poucos te decifrar e poder fazer parte de tudo aquilo que realmente te faz feliz. Nessa parte, confesso, tenho urgência.
Anos compartilhando idéias e vivências através de uma tela clara e solitária seriam bem mais proveitosos mesmo que compactados em uma mera semana. Trocaria todos eles por um abraço seu. Por uma tarde no tão falado lago, ou então comendo pudim em um domingo à tarde para relembrar a velha tradição.
Obrigada por tornar-me mais forte, por fazer-me acreditar e ser tão flexível diante de tantas mudanças que nos aconteceu nos últimos tempos. Nosso vínculo vale mais do que qualquer barreira imposta pelo destino. Se nos conhecemos mesmo estando longe um do outro, se levou tanto tempo para que isso acontecesse já não importa. Você existe, eu sei.





sábado, 9 de outubro de 2010

Open your eyes


Perceba, é tudo sobre você. Cada palavra aqui mencionada foi milimetricamente escrita para facilitar seu entendimento sobre cada coisa subentendida que não consigo te dizer com meu olhar. As coisas que te digo brincando, sempre tem um fundamento verdadeiro, porque não enxergas isso ? Não entendo porque prefere bancar o tolo. Perceba e nos faça ganhar tempo. Tempo esse relevantemente precioso, intrigantemente sufocante se não for a teu lado.
Perceba, tudo aqui é pra você. Os versos, os trechos musicais, as incognitas postadas e as noites mal dormidas, são reflexos de tudo que se passa dentro de mim.
Os dedos entrelaçados, a cabeça sobreposta a teu ombro e as conversas jogadas fora nos últimos assentos de um ônibus lotado te faz responsável pelo meu desespero. Sentimentos totalmente opostos, eu sei, mas esse desespero chega a ser confortante. Conforto esse proporcionado pelos nossos momentos, pelas nossas singularidades.
Necessito que você perceba, só depende de você. Estou a sua espera.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Além do que se vê


Sei, que a tua solidão me dói
E que é difícil ser feliz
Mais do que somos todos nós
Você supõe o céu
Los Hermanos

Não sinto mais o peso dos teus problemas, nem tampouco me deixo abalar por tuas atitudes estúpidas. Viver vai além disso. Vai muito mais além do que você enxerga dentro do seu mundo. Cercado por falsas alegrias e de momentos vazios, nossos cotidianos seguem os rumos que sempre foram destinados a seguir. Opostos, a vida nos fez assim.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Ctrl c, Ctrl v


"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida." (Clarice Lispector)

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Palavras de um futuro bom


O vazio deixado em minha vida devido a sua ausência aos poucos está cicatrizando. Rever antigas fotos já não machuca mais e as músicas que um dia foram rotuladas como nossa trilha sonora não soam mais como incômodas, ou sequer servem como atrativo para péssimas recordações.
Tranquilamente transito pelos lugares que costumávamos frequentar e finalmente consigo enxergar o quão patético foi tudo que vivemos. Todo o nosso script fantasioso dissolveu-se no mar da realidade.
Não te imagino mais em meu futuro. Não existem mais lágrimas. Dentro de mim não há mais espaço para o rancor.
Pretérito imperfeito, foi isso que você tornou-se para mim.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Eis um pequeno fato


Você vai morrer!

"Com absoluta sinceridade, tento ser otimista a respeito de todo esse assunto, embora a maioria das pessoas sinta-se impedida de acreditar em mim, sejam quais forem meus protestos. Por favor, confie em mim. Decididamente, eu sei ser animada, sei ser amável. Agradável. Afável. E esses são apenas os As. Só não me peça para ser simpática. Simpatia não tem nada a ver comigo.
Isso preocupa você ? Insisto - não tenha medo. Sou tudo, menos injusta."

É claro, uma apresentação. Quando a Morte conta uma história, você deve parar para ler.
Trecho da obra: A menina que roubava livros, de Markus Zusak.

Apaixonante

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Efeito Borboleta


Para quem já teve a oportunidade de assistir o filme com tal título, pôde perceber que a história traz um certo fundo de verdade. Por mais fantasioso que seja, a finalidade é retratar que cada escolha que a gente faz pode refletir em um futuro diferente. Em rumos diferentes. Não só na sua vida, mas na vida das pessoas que fazem parte do seu ciclo social.
Quem nunca desejou poder voltar ao passado e fazer tudo diferente?

Uma palavra que não foi dita e que certamente mudaria todo o contexto da situação.
Um beijo que não foi dado por medo de não ser retribuído.
Uma verdade que não foi revelada por receio das consequências.

Afinal, quantos erros devemos cometer pra chegar onde queremos?
Quantas escolhas e quantas pessoas devemos magoar(mesmo que sem querer) para atingir nossas metas?
Quanto a isso infelizmente não cabe a nós decidir.
Certas atitudes nossas, por mais impensadas que sejam, sempre tem um fundamento.
Fundamento esse que nós só enxergamos depois de muito tempo. Depois da dor e de tantos julgamentos,
é que pode-se medir o peso de cada decisão tomada.
"Mudar o passado não significa mudar a essência de uma pessoa."
Tendo isso em mente eu continuo seguindo em frente. Nada vai mudar o fato de que eu agi com a verdade o tempo todo, e tudo que você tinha para me oferecer era a sua fantasia e a sua forma utópica de viver a vida.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

O que você sente ?


Essas palavras ecoaram em minha mente por alguns instantes. Minhas mãos ficaram trêmulas, o suficiente para me fazer jogar o celular sob a mesa e continuar ali, sentada e estática. O coração batia desenfreadamente, fora do normal.
Porque eu nunca havia pensado a respeito? Depois de tanto tempo, qual seria a finalidade de tal pergunta? Naquele instante pude perceber o quão difícil é emparelhar palavra por palavra a fim de transmitir qualquer emoção ou sentimento para uma pessoa de tão longe.
Meu psicológico começou a exercer uma imensa pressão. Eu tinha certeza que se demorasse demais para emitir a resposta, transmitiria uma impressão de dúvida . Mas tal pergunta requer uma resposta precisa. Exata. Segura.
O tic tac do relógio imaginário começara a me irritar.
"Droga, eu sei que tenho que responder!"
Tentei formular algo singelo, mas de nada adiantou. Foi aí que me dei conta de que não estava pronta. Não é assim que funciona. Não é assim que deveria ser.
"Melhor não dar um passo em falso, não é um bom momento."
Mais uma interferência do psicológico tentando agora me confortar diante da minha atitude de enviar uma resposta subliminar.
Apenas baixei a cabeça e deixei a tristeza se apoderar de mim. O medo de estar me precipitando e até mesmo de assustar quem se gosta, nos faz ter atitudes assim ... nos faz fracassar.
E mais uma vez o "Eu te amo" foi adiado e ficou subentendido naquele emaranhado de palavras sem nexo.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Mês de Junho


Bandeirinhas, comida típica, música dançante...Tudo isso me tras tanta recordação boa . O coração fica apertado ao rever algumas fotos antigas dessa época, ou então de saber que a maioria dos meus amigos continuam a festejar esse mês LINDO e eu fiquei aqui, parada no tempo . Algumas circunstâncias me levaram a ficar só na platéia esse ano ... mas o bom mesmo é saber que independente do tempo que leve, São João sempre vai ser uma alegria pra mim. É sentir a emoção de estar em quadra, de querer exibir o seu figurino, de inventar moda e de preencher o vazio do coração. É chorar de alegria por vencer um obstáculo, é sentir a voz falhar de tanto cantar as músicas que expressam a sua garra de representar e de fazer o que tanto se ama ! AAAAH mês de Junho, volta logo vai ? Pra representar isso, nada melhor que a imagem do começo de tudo. A animação estampada no rosto de cada brincante me revigora ... e ano que vem eu estarei lá de novo .

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Nostalgia


É intrigante o poder que a música exerce em nossa mente. Algumas são tão influentes que nos fazem reviver certas situações relembradas. Seja aquele primeiro beijo, um encontro, uma briga ... seja um bom momento ... Ao ser tocada, inconscientemente nossa mente viaja como numa espécie de 'flashback' e a ocasião onde a música predominou se torna tão presente ; tão real. Sempre tem aquela música que ainda te causa um embrulho no estômago, que te faz lacrimejar e que te faz sorrir para o vento. Te faz lembrar daquela velha turma do colegial [ onde as bagunças extra-curriculares te fazem uma baita falta ] ou do seu melhor amigo jogando conversa fora com você na madrugada de um sábado . O que mais me conforta é o fato de que isso nunca vai mudar : os anos podem passar continuamente, mas as lembranças permanecerão vivas em mim ; assim com as músicas que em meus ouvidos soarão .

domingo, 6 de junho de 2010

Recomeçar



Nada melhor que uma bela noite de sono e uma repaginada nas idéias para dar início a uma nova jornada semanal. Gradativamente os sentimentos se ajustarão e o bem-estar reinará. Cansei de escrever sobre a dor, sobre o sentimento da perda e sobre meu coração partido. Descobri que quanto mais se toca no assunto, mais tempo levará a cicatrização.
Resolvi que hoje quero falar sobre a liberdade, sobre a escolha de poder reconstruir sonhos . Lendo alguns poemas de William Shakespeare, me surgiu essa tal inspiração . Pequenas coisas que a gente deleta do mundo virtual começam a fazer diferença diariamente no nosso humor . Depoimentos, postagens no twitter, frases em orkut ou até mesmo fotos . . . Pode não parecer grande coisa, mas ajuda bastante pra quem está pra baixo . Ânimo ! Amizades, bons momentos, surpresas, cotidiano, vida agitada, correria nos estudos e um trabalho que pode não ser o dos meus sonhos, mas que certamente é o que me ocupa já são motivos suficientes para seguir em frente .

O que passou, passou . O que perdi ou deixei de perder já não importa mais . A importância deve ser dada para futuras conquistas . É bem melhor deixar o rio correr o seu percursso natural do que ficar empurrando alterações significativas somente pra mim .

Eu sei que não vai ser nada fácil virar essa página, mas quem disse que tenho pressa ? Viver intensamente sem me preocupar com o amanhã . Procurar ser uma pessoa melhor já é um grande passo pra quem busca a felicidade plena. Quem sabe buscando meus objetivos ; quando eu menos imaginar ; o que sempre foi meu tornará pro seu lugar certo . Caso não volte, pode ter certeza, eu ja terei aprendido a viver sem isso .
Que venham novas inspirações, que venham novas emoções !